28 de dezembro de 2017

A Oração que rezo para OGUM

Esta oração traz força, abre caminhos, dá força a alma, nos faz guerreiro.
Senhor Ogum, Orixá guerreiro, salve suas forças em todas as correntes, no sincretismo de S.Jorge também.
Com a permissão de DEUS proteja a minha vida, livrando-me de todo mal, abrindo meus caminhos.
Com a permissão de DEUS, invoco suas forças para afastar da minha matéria qualquer enfermidade que possa me atingir, sem a permissão de DEUS.
Senhor Ogum peça para que Iansã afaste de meus caminhos espíritos do mal, Eguns, os espíritos das trevas, com a permissão de DEUS.
Senhor DEUS permita que o senhor Ogum na falange de Jorge da Capadócia, vista-me com suas armas para que eu posso vencer minhas demandas.
Salve DEUS criador da vida, da matéria,do espírito, senhor da todas as criações, iluminai nossos guias Orixás e Santos.
Salve as forças de Jorge, soldado, sua ultima encarnação na Capadócia.
Salve Ogum, guerreiro, ronda minha vida, limpa meus caminhos, traga paz a minha alma!
Na gira do seu axé eu giro, e você não me deixa cair em tentações nem em fracassos. Me guarde, me livre de todo mal.
Com sua espada corte todo mal que me desejares, que possa cair sobre minha cabeça atingindo meu espírito.
Em qualquer encruza se alguém tentar queimar meu nome, lançar maldição, corte com sua lança.
Quando bateres tambor chamando a legião do mal para me atingir, corte com seu grito de guerra.
Quando tentarem nas emboscadas, nas encruzilhadas, nos beco me atingirem vista-me com sua armadura.
Se velas acenderem, despachos fizerem para meu corpo adoecer, cubra-me com seu axé, golpeie o inimigo.
Quantas vezes me derrubarem, me levante com a força do seu grito.
Se em algum momento medo eu sentir, acalme meu espírito com a luz da sua coragem.
Quando eu fracassar esteja por perto para me encorajar.
Se tentarem me parar na minha missão terrena, ilumine meus passos na direção certa.
Se um dia a mão humana tentar me golpear na matéria por qualquer arma, seja meu escudo.
Se tentarem amarrar minha vida, me liberte.
Todo mal que tentar me atingir, entrego na sua encruza, cruzo mil vezes o nome do mal, numa oferenda que ofereço a toda sua falange, para todas as giras, em todas as correntes, me deito no seu axé, me visto da sua fé, rogo, rezo com minha fé para receber a sua proteção para meu espírito e minha matéria com a permissão de DEUS Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário